Revista Wise Hands 10

Personagem da Semana – Philippe Corrales

Confira a entrevista que realizamos com o Philippe Corrales de Oliveira, que é Analista de Programação de Desenvolvimento TI e foi aluno da Tech School.

Como você soube da Tech School?

Soube da Tech School por indicação de amigos que falaram muito bem do curso. Me interessei e participei. Achei as aulas excelentes e posso dizer que o curso mudou minha vida. Aprendi lógica de programação com o prof. Otávio e o apoio de intérpretes em libras. As aulas proporcionaram muitos conhecimentos.

Conte-nos sobre sua experiência com o curso de lógica de programação?

Lógica de programação é difícil para aprender, portanto o profissional que deseja atuar nessa área precisa estudar muito para dominar os códigos. Adoro trabalhar nesse segmento e meu sonho é tornar-me professor para dar aulas para os surdos.

Você acaba de ser contratado por um dos maiores bancos do Brasil. Conte sobre sua conquista.

A admissão foi difícil e eu participei de três etapas com provas e dinâmicas. De certa forma, achava que não havia ido bem. Quando recebi o email com a informação de que havia sido aprovado no processo seletivo fiquei muito surpreso e feliz. Agradeço pelo curso oferecido pela Wise Hands, pois certamente me ajudou nessa conquista.

Quais os seus planos para os próximos anos?

Tornar-me um excelente profissional e poder ensinar os códigos de programação para outros surdos.

3 de dezembro: Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência em 1992. Desde então, a data é comemorada em 3 de dezembro e tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de assegurar uma qualidade de vida digna e respeitosa às pessoas com deficiência.

Ao longo dos anos, alguns avanços foram feitos no que diz respeito à acessibilidade para as pessoas com deficiência física, por exemplo, mas é notório como os surdos são excluídos da sociedade. Importantes reflexões podem ser feitas sobre as dificuldades enfrentadas diariamente pela comunidade surda. Dentre elas: como um surdo agenda uma consulta médica, como um surdo tem acesso ao sistema bancário, como um surdo pede um lanche numa rede de fast food. Essas são apenas algumas das barreiras de comunicação, que impedem os surdos de terem os seus direitos assegurados como qualquer outra pessoa.

Vale destacar que no Brasil existem 11 milhões de surdos e no mundo são 500 milhões. Então…por que não existe acessibilidade inclusiva nos serviços de saúde, educacional, financeiro dentre outros?

A Wise Hands quer um mundo mais inclusivo. E você?

Icon

pt_BR