Golpes com uso do PIX se popularizam entre criminosos virtuais

O PIX começou a funcionar em novembro de 2020 e desde então é a forma de pagamento está cada vez mais popular entre pessoas e empresas. No entanto, diversos golpes foram criados.

“Um dos casos mais comuns é quando os golpistas descobrem as credenciais da vítima por meio de clonagem de WhatsApp e, em seguida, invadem a conta bancária do usuário para fazer PIX para outras contas que têm acesso. Outra situação muito frequente ocorre quando os criminosos entram em contato telefônico com a vítima, passando-se por funcionários do banco e solicitam dados necessários para o acesso ou fazem com que a vítima lhes transfira algum valor sob o pretexto de estar testando o PIX”, revela Ana Carolina Aun, especialista em direito civil e do consumidor, do escritório Duarte Moral.

Caso a pessoa caia no golpe é importante entrar em contato imediatamente com a instituição financeira, explicando toda a situação. É, ainda, realizar formalmente junto ao Banco uma impugnação dos valores indevidamente transferidos via PIX e, por fim, lavrar um Boletim de Ocorrência detalhando todos os fatos. Esses documentos poderão ser utilizados para instruir uma ação judicial contra o banco, que pode ser obrigado a devolver os valores transferidos indevidamente.

“O usuário deve estar atento para não clicar em qualquer link suspeito enviado por WhatsApp, SMS ou e-mail e desconfiar de ligações telefônicas de supostos funcionários do banco, pois essas instituições normalmente não entram em contato para falar sobre o PIX. Ainda, antes de realizar qualquer transferência, é importante cadastrar a chave do contato e verificar se os dados do recebedor estão corretos”, alerta a especialista no assunto.

O Banco Central disponibiliza na internet uma ferramenta denominada “Registrato”, por meio da qual a vítima poderá verificar se foram abertas novas contas bancárias e realizados empréstimos indevidos com a utilização dos seus dados.

#pix #bancocentral #golpe #fraude

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Icon